X
(44) 3224-3992

Materbaby Reprodução Humana

Banner Desktop: Qual é a importância de congelar os óvulos? Banner Mobile: Qual é a importância de congelar os óvulos?

Fertilidade Feminina

Qual é a importância de congelar os óvulos?

O mundo vem passando por uma revolução comportamental já faz algum tempo e, uma destas mudanças envolve uma escolha cada vez mais comum das mulheres em realizar outros objetivos pessoais e profissionais antes de engravidar. 

O efeito colateral desta escolha é que as chances de gravidez natural aos 35, 40 anos são menores que aos 25, 30 anos. Uma das alternativas para quem pensa em adiar a maternidade e ter um bebê de forma planejada é através do congelamento de óvulos.

Congelar os óvulos tem sido considerado uma das grandes vitórias das mulheres no campo do controle da reprodução feminina, e as razões veremos a seguir.

O tema, que atrai muitas mulheres e casais, apresenta muitas dúvidas e questionamentos, e neste conteúdo vamos responder às principais perguntas que existem sobre o assunto. Vamos começar? 


O que é o congelamento de óvulos?

A principal dúvida que mulheres possuem sobre o tema recai sobre o próprio entendimento do que seja o congelamento de óvulos.

Congelar os óvulos é uma técnica que possibilita mulheres engravidarem de forma planejada. Ela consiste em colocar os óvulos em nitrogênio líquido, onde são congelados e mantidos em uma temperatura de 196° negativos.

O procedimento existe há mais de três décadas, mas só foi de fato popularizado depois de 15 anos, graças a técnica de vitrificação, que consegue congelar as células sem formar cristais de gelo no seu interior, evitando assim a perda de óvulos.


Motivos para congelar os óvulos

São diversos os motivos que podem levar uma mulher à decisão de congelar os óvulos. Como já dissemos, estamos passando por uma revolução comportamental, com mudanças sociais e também no campo da medicina e, estes cenários ajudam a entender os motivos que levam uma mulher a adiar a maternidade e fazer de forma planejada. 

Podemos citar como principais razões para o congelamento de óvulos:

  • Escolha profissional e acadêmica:

São muitas as mulheres que optam pelo congelamento de óvulos por decidirem primeiro se realizarem profissionalmente, seja através de um projeto de carreira, seja através de sua jornada acadêmica, que envolve graduação, pós-graduação, especializações, dentre outras atividades.

  • A busca pelo parceiro ou parceira ideal:

Se antes havia uma pressão da sociedade para que a mulher buscasse tão logo o casamento e a maternidade, hoje esse contexto não existe mais ou perdeu muita força. Assim, não há tanta pressão nem necessidade para encontrar alguém tão rápido. Essa espera pode durar anos e o congelamento de óvulos acaba sendo um aliado.

  • Preservar a fertilidade mesmo depois de problemas graves de saúde:

Há doenças graves, como o câncer, que demanda tratamentos agressivos, e alguns destes tratamentos, como a quimioterapia, por exemplo, podem tornar a mulher estéril. Nesses casos, antes do tratamento iniciar, há a possibilidade de se congelar os óvulos.

  • Problemas no aparelho reprodutivo:

Mulheres que passam por problemas no aparelho reprodutivo e precisam retirar o ovário, podem utilizar a técnica de congelamento de óvulos e manter o desejo de engravidar futuramente.


Qual a idade ideal para congelar os óvulos?

Essa é uma pergunta que não tem uma resposta definitiva. Claro que quanto mais cedo se decide congelar os óvulos, maiores são as chances de sucesso. No geral, antes dos 35 anos é um período ideal, já que após essa idade a quantidade e a qualidade dos óvulos diminui bastante.

Mas isso não significa que esta seja a idade limite ou máxima, ou seja, se você já passou dos 35 anos e ainda deseja congelar os óvulos, visite o especialista e tire todas as suas dúvidas com ele.

E acima de tudo: mantenha o seu sonho vivo.

Quanto tempo o óvulo pode ficar congelado?

A medicina ainda não bateu o martelo para responder esta pergunta de forma objetiva, mas na prática o que vemos é um tempo que dura em média 10 anos e que pode chegar a 15 anos.

Outra recomendação é que a mulher não espere chegar aos 50 anos de idade para decidir engravidar, já que esta escolha acaba colocando em risco o processo, podendo ocorrer complicações na gravidez, além de aborto. 


Há garantia de engravidar?